Entrevistas

Lançamento do COMO ESQUECER na Inglaterra

O COMO ESQUECER/ SO HARD TO FORGET vai ser lançado na Inglaterra em junho .

Confira aqui a entrevista com a diretora Malu De Martino na revista inglêsa DIVA.

http://www.divamag.co.uk/category/arts-entertainment/interview-so-hard-to-forget-director-malu-de-martino.aspx

Anúncios

O LIVRO DO HÉLIO ! Entrevista com Malu De Martino

Confira a entrevista com Malu De Martino , a mais completa que já dei na minha vida!

Clique aqui : http://olivrodehelio.webnode.com.br/news/malu-de-martino-e-o-filme-como-esquecer/


Entrevista de Malu De Martino ao Cinema.com

Como esquecer as Mulheres do Brasil? Entrevista com Malu De Martino

http://cinema.virgula.uol.com.br/entrevistas/como-esquecer-as-mulheres-do-brasil-entrevista-com-malu-de-martino.html


Quer saber mais do Como Esquecer?

Amigos, essa semana sairam várias matérias e entrevsitas sobre o Como Esquecer. Dê uma olhada nos links abaixo:

Matéria de Luiz Carlos Merten, Jornal Estado de S. Paulo

Matéria da Malu no CinePop

Matéria da Malu no PipocaModerna


Matéria do Pierre!

Pessoal, saiu hoje uma matéria bem legal no H de Homem, onde o Pierre Baitelli fala sobre seu personagem no Como Esquecer, Nani.

Clique aqui, e leiam!


Novo Vídeo! Ana Paula fala pela 1ª vez!

Pessoal, depois de tantos vídeos sobre o filme, não poderíamos deixar a querida Ana Paula Arosio sem dar algumas palavras.

No vídeo, a intérprete de Júlia, fala pela 1ª vez como foi fazer seu personagem gay no Como Esquecer.

Confiram!


Entrevista da Malu para o Revista 100,9

Boa tarde pessoal!

Como vocês sabem, ontem saiu uma entrevista da Malu, dessa vez no programa da rádio de Brasília, Revista 100,9.

Pensando na galera que não conseguiu ouvi-la, viemos disponibilizá-la na íntegra.

Aqui vai uma parte da conversa:

(…)

Blog: temática (gay) que a gente pouco vê nos cinemas e mais, o homossexualismo feminino. Como você vê a repercussão do filme?

Malu: espero que na verdade as pessoas gostem do filme, primeiro e principalmente como filme. Uma boa história a ser contada. Com relação a sexualidade, ela no filme não traz nenhum conflito. Não há conflito desses personagens por serem homossexuais. O que eu acho importante é que justamente isso possa parecer para o telespectador uma coisa comum. Não há diferença entre o sentimento de homossexuais e heterossexuais em minha opinião.

O que não há no cinema é que na maior parte dos filmes, os personagens homossexuais tem conflitos ou são estereótipos do que na verdade as pessoas pensam ou imaginam o que seja o homossexual.

O “Como Esquecer” não trabalha com isso. Ele na verdade tem personagens comuns, pessoas comuns que você vê todo o dia passando de um lado a outro e por acaso são homossexuais.

Eu espero é que tanto os heterossexuais como os homossexuais gostem do filme como um filme em si. Agora, de qualquer forma, o que eu imagino é que a comunidade GLBT é muito carente em se ver no cinema.

(…)

Clique aqui para ler mais!